Ciência Tecnologia

Coisas que cientistas negros inventaram e não ensinam nas escolas.

Dificilmente estudamos sobre inventores ou cientistas negros nas escolas, por isso é importante promover a excelência negra. Confira abaixo 20 Inventores Negros mais importantes.

Thomas L. Jennings (1791-1859) foi o primeiro afro-americano a receber uma patente nos EUA, abrindo caminho para que os futuros inventores negros ganhassem direitos exclusivos sobre suas invenções. Nascido em 1791, Jennings viveu e trabalhou em Nova York como alfaiate e lavadora a seco. Ele inventou um método inicial de lavagem a seco chamado “dry scouring” e o patenteou em 1821 – quatro anos antes do alfaiate de Paris, Jean Baptiste Jolly refinou sua própria técnica química e estabeleceu o que muitas pessoas afirmam ser o primeiro negócio de limpeza a seco da história.

As pessoas se opuseram a um afro-americano que recebeu uma patente, mas Jennings tinha uma brecha: ele era um homem livre. Na época, as leis de patentes dos Estados Unidos diziam que o “[mestre de escravos] é o dono dos frutos do trabalho do escravo manual e intelectual” – significando que os escravos não poderiam legalmente possuir suas idéias ou invenções, mas nada estava impedindo Jennings. Várias décadas depois, o Congresso estendeu os direitos de patente a todos os indivíduos afro-americanos, tanto escravos quanto libertos.

Jennings usou o dinheiro de sua invenção para libertar o resto de sua família e doar para causas abolicionistas.

Elijah J. McCoy nasceu em 2 de maio de 1844 no Canada, foi um inventor e engenheiro que se destacou por suas 57 patentes americanas, a maioria relacionada à lubrificação de motores a vapor. Nascido livre no Canadá, ele veio para os Estados Unidos quando criança, quando sua família retornou em 1847, tornando-se residente e cidadão dos EUA.

Em um esforço para melhorar a eficiência e eliminar a parada freqüente necessária para a lubrificação dos trens, McCoy desenvolveu um método para automatizar a tarefa. Em 1872, ele desenvolveu um “copo lubrificante” que podia pingar óleo automaticamente quando e onde necessário – vital para evitar ficar grudado na pista. O copo lubrificante obteve enorme sucesso e as encomendas vieram de empresas ferroviárias de todo o país. Era tão popular que, quando outros inventores tentavam roubar sua ideia e vender suas próprias versões do aparelho, as empresas não eram enganadas. Eles insistiram no dispositivo autêntico, chamando-o de “o verdadeiro McCoy”.

Garrett Augustus Morgan nascido em 4 de março de 1877 foi um inventor afro-americano que inventou um tipo de capa de proteção respiratória (que originou a atual máscara de gás), além de ter o mérito de ter inventado o semáforo e a preparação do alisamento de cabelo.

Garrett Morgan criou pela primeira vez o “capuz de segurança” para ajudar os bombeiros entrar em edifícios com fumaça, modificando-os posteriormente para transportar seu próprio suprimento de ar – tornando-se as primeiras máscaras de gás do mundo.

Ele também teve o bom senso de adicionar uma terceira posição ao sinal de trânsito – sim, houve um tempo em que os sinais de trânsito apenas indicavam “parar” ou “ir” – um acréscimo que reduzia ainda mais os acidentes automobilísticos.

John Standard foi um grande homem devotado a promover avanços tecnológicos. Graças a ele, a geladeira, que já existia no século 19, ficou bem mais próxima do eletrodoméstico que conhecemos hoje. Em 1891, John patenteou um modelo que substituiria com “certos novos arranjos e combinações das partes” – como ele informava num documento – os refrigeradores com designer antigo não elétrico e não motorizado, no qual uma câmara de gelo era preenchida manualmente para refrigeração, recebeu a patente em 14 de junho de 1891 (Patente US Número 455.891). Standard também criou um modelo portátil de fogão a óleo.

Richard Bowie Spikes nascido em 2 de outubro de 1878 foi um inventor afro-americano, detentor de várias patentes nos Estados Unidos, suas invenções (ou aprimoramentos mecânicos em invenções existentes) incluem uma torneira de cerveja, sinais direcionais de automóveis, o dispositivo automático de mudança de marchas baseado em transmissão automática para automóveis e outros veículos motorizados e um sistema de freios de segurança para caminhões e ônibus.

Dr. Shirley Jackson é uma física americana que recebeu seu Ph.D. do Massachusetts Institute of Technology em 1973. Ela foi a primeira mulher afro-americana a obter um doutorado em física nuclear no MIT. Além de sua longa lista de conquistas acadêmicas, ela também tem um número impressionante de invenções em seu currículo.

Suas experiências com a física teórica abriram o caminho para inúmeros desenvolvimentos no espaço de telecomunicações, incluindo o telefone de discagem por tom, o fax portátil, o identificador de chamadas, a espera de chamadas e o cabo de fibra ótica. Hoje, a Dra. Shirley Jackson é a 18ª presidente do Rensselaer Polytechnic Institute em Troy, Nova York.

Toda vez que usar seu telefone ou internet rápida, lembre-se que essa coisas só existem graças ao trabalho da Shirley Jackson.

Você sabia que o primeiro sistema de segurança doméstico foi inventado por uma enfermeira negra? Conheça Marie Van Brittan Brown. Embora ela fosse uma enfermeira em tempo integral, ela reconheceu as ameaças à segurança em sua casa e criou um sistema que a alertaria sobre estranhos em sua porta e contataria as autoridades competentes o mais rápido possível.

Sua invenção original consistia de olhos mágicos, uma câmera, monitores e um microfone bidirecional. O toque final foi um botão de alarme que, quando pressionado, contataria imediatamente a polícia. Sua patente estabeleceu as bases para o moderno sistema de televisão de circuito fechado que é amplamente usado para vigilância, sistemas de segurança doméstica, acionadores de alarme por botão, prevenção do crime e monitoramento de tráfego.

Você já teve lutas com armas de água quando criança? Bem, conheça Lonnie Johnson, o homem que nos deu a mais famosa pistola de água – o Super Soaker. Lonnie não era um fabricante de brinquedos, ele era na verdade um engenheiro aeroespacial da NASA, com um currículo na Força Aérea dos EUA, trabalhando na sonda Galileo Jupiter e no projeto Mars Observer, e em mais de 40 patentes.

A contribuição Lonnie mais importante a ciência foi o Conversor de Energia Termoelétrica Johnson (JTEC), que converte calor diretamente em eletricidade.

George Robert Carruthers nascido em 1 de outubro de 1939, é um inventor afro-americano premiado, físico e cientista espacial. Carruthers inventou a câmera ultravioleta / spectograph para a NASA usar quando lançou o Apollo 16 em 1972. Seu trabalho também demonstrou que o hidrogênio molecular existe no meio interestelar. Em 1974, cientistas espaciais usaram uma nova versão modelo da câmera para observar o Cometa de Halley e outros fenômenos celestes na primeira estação espacial dos EUA, a Skylab. Em 1991, ele inventou uma câmera que foi usada na missão do ônibus espacial.

Em 2003, Carruthers foi introduzido no Hall da Fama do Inventor Nacional. Ele recebeu um doutorado honorário em Engenharia pela Michigan Technological University.

A contribuição mais notável de Otis Boykin para a ciência foi provavelmente a melhoria do circuito que ele fez para os marcapassos depois de perder sua mãe para uma parada cardíaca – uma contribuição que salvou inúmeras vidas desde então. Mas essa melhoria única estava entre uma longa lista de conquistas.

Em 1961, Boykin patenteou um resistor elétrico capaz de suportar grandes mudanças de temperatura e pressão. Inovadora, a peça chegou a ser usada pelo Exército norte-americano. Mas, além disso, Boykin foi responsável – e muito reconhecido – por aprimorar o marca-passo, adicionando um controle eletrônico ao mecanismo. Essa melhoria no aparelho salva vidas até hoje.

Boykin tinha 26 patentes em seu nome e é famoso pelo desenvolvimento de computadores IBM, caixa registradora à prova de roubo, filtros de ar químico e um resistor eletrônico usado em mísseis controlados e outros dispositivos.

Mark E. Dean nascido em Jefferson City, 2 de março de 1957 é um informático e inventor estadunidense. Ele liderou a equipe que desenvolveu o barramento ISA e a equipe de design que criou o primeiro chip processador de computador a giga-hertz. Detém três das nove patentes originais da IBM.

Trabalhando na IBM, Dean criou o Industry Standard Architecture (ISA), que permitiu a conexão entre computadores e periféricos (como a impressora). Ele também fez parte da equipe de engenheiros e projetistas que criou, em 1981, o primeiro computador pessoal da empresa (o IBM PC), tendo três das nove patentes originais da máquina.

Mark Dean possiu um diploma de bacharelado em engenharia elétrica pela Universidade do Tennessee, um diploma de mestre em engenharia elétrica pela Universidade Atlântica da Flórida e um Ph.D. em engenharia elétrica pela Universidade Stanford.

Mark Dean foi o primeiro afro-americano a se tornar um sócio da IBM, que é o maior nível de excelência técnica da companhia. Em 1997 foi incluído no Hall da Fama Estadunidense de Inventores. Atualmente ele é um vice-residente da IBM, supervisionando a IBM Almaden Research Center em São José (Califórnia). Mark Dean detém mais de 20 patentes.

Dean liderou uma equipe que desenvolveu a arquitetura interior para o sistema ISA, que permite que vários dispositivos, como modems e impressoras, sejam conectados a computadores pessoais.

Mark marcou história novamente por comandar a equipe de design responsável por criar o primeiro chip processador RISC de 1 giga-hertz, outro passo significativo para tornar os computadores mais rápidos e menores.

Nascido em Jackson, Mississippi, em 1934, Henry Thomas Sampson, Jr. é um grande inventor e pioneiro no campo da engenharia nuclear. Sampson também é pioneiro na tecnologia que é usada em telefones celulares modernos, mas ao contrário de uma crença amplamente difundida, ele não inventou o telefone celular. Ele co-inventou o celular Gamma-elétrico com George H. Miley. A célula Gamma elétrico converte a energia de radiação de alta (raios gama) à eletricidade. Devido ao seu co-invenção da célula Gamma-Electric, Sampson é erroneamente citado como o inventor do telefone celular, ele também detém várias patentes nos EUA.

O inventor e engenheiro Lewis Latimer nasceu em Chelsea, Massachusetts, em 4 de setembro de 1848. Colaborou com os grandes nomes da ciência Hiram Maxim e Thomas Edison.

Uma das maiores invenções de Latimer foi o filamento de carbono, um componente vital da lâmpada. Suas invenções não pararam por aí, trabalhando com Alexander Graham Bell, Latimer ajudou a redigir a patente do projeto de Bell do telefone. Este gênio também projetou um banheiro de carro de estrada de ferro melhorado e o primeiro ar condicionado.

Então, da próxima vez que você usar um ar condicionado para fugir de um dia quente, não se esqueça de agradecer a Lewis Latimer.

Patricia Bath nasceu em 04 de novembro de 1942  no bairro de Harlem em Manhattan, Nova York. é uma oftalmologista, inventora e acadêmica. Ela abriu caminho para mulheres e afro-americanos em várias áreas. Antes de Bath, nenhuma mulher serviu na equipe do Jules Stein Eye Institute, dirigiu um programa de pós-graduação em oftalmologia ou foi eleita para o quadro honorário do Centro Médico da UCLA (uma honra que lhe foi concedida depois de sua aposentadoria). Antes de Bath, nenhuma pessoa negra servira como residente em oftalmologia na Universidade de Nova York e nenhuma mulher negra jamais serviu na equipe como cirurgiã do Centro Médico da UCLA. Bath é a primeira médica afro-americana a receber uma patente para um propósito médico. Detentora de quatro patentes, ela também fundou a empresa do Instituto Americano para a Prevenção da Cegueira em Washington, D.C

Bath possui quatro patentes nos Estados Unidos. Em 1981, ela concebeu a Sonda Laserphaco, um dispositivo médico que melhora o uso de lasers para remover cataratas e “para desinsuflar e remover lentes de catarata”. O dispositivo foi concluído em 1986 depois que Bath realizou uma pesquisa sobre lasers em Berlim e patenteou em 1988, fazendo dela a primeira mulher afro-americana a receber uma patente para um propósito médico. O dispositivo – que rapidamente e quase sem dor dissolve a catarata com laser, irriga e limpa o olho e permite a fácil inserção de uma nova lente – é usado internacionalmente para tratar a doença. Bath continuou a melhorar o dispositivo e restaurou com sucesso a visão de pessoas que não puderam ver por décadas.

Três das quatro patentes de Bath estão relacionadas à sonda Laserphaco. Em 2000, ela recebeu uma patente de um método que ela criou para usar a tecnologia de ultra-som no tratamento da catarata.

Percy Lavon Julian nascido em Montgomery, Alabama, 11 de abril de 1899, foi um pesquisador em química e um pioneiro na síndrome química de medicamentos a partir de plantas.

Ele foi o primeiro a sintetizar o produto natural fisostigmina, e foi um dos pioneiros na síntese química industrial em larga escala dos hormônios humanos, esteroides, progesterona e testosterona, a partir de esteroides vegetais, tais como estigmasterol e sitosterol. Seu trabalho serviu como base para a produção da indústria de medicamentos esteroides de cortisona, outros corticosteróides, e da pílula anticoncepcional. Mais tarde, ele começou sua própria companhia de sintetizar esteróides intermediários do inhame selvagem mexicano. Seu trabalho ajudou a reduzir o custo de esteroides intermediários de grandes empresas farmacêuticas multinacionais.

Suas descobertas serviram como base para a produção de remédios para asma, anemia, artrites, hemorróidas, eczema, alergias, doenças pulmonares crônicas, câncer, glaucoma, prevenção de Aborto, tratamentos hormonais, pílulas anticoncepcionais e fortificantes musculares.

Trabalhando na síntese de medicamentos com base vegetal, foi importante para o tratamento de doenças nervosas degenerativas. Por exemplo, ao sintetizar a fisostigmina para o tratamento do glaucoma, em 1935, chegou a avanços positivos contra o mal de Alzheimer. Além disso, desenvolveu remédios para doenças como câncer, anemia, asma e alergias.

George Edward Alcorn Jr. nascido em 22 de março de 1940 é um físico e inventor americano que trabalhou principalmente para a IBM e a NASA. Inventou o espectrômetro de raios X.

Estudou no Occidental College em Pasadena, Califórnia, onde manteve um excelente histórico acadêmico, graduando-se com um bacharelado em física em 1962 e em 1963 completou um mestrado em física nuclear pela Howard University. Durante os verões de 1962 e 1963, Alcorn trabalhou como engenheiro de pesquisa para a Divisão Espacial da Rockwell na América do Norte, computando trajetórias e mecânica orbital de mísseis. Uma doação da NASA apoiou a pesquisa de Alcorn sobre a formação de íons negativos durante os verões de 1965 e 1966. Em 1967, ele obteve seu doutorado pela Howard University em física atômica e molecular.

Depois de obter seu Ph.D., Alcorn passou doze anos na indústria. Ele foi cientista sênior da Philco-Ford, físico sênior da Perker-Elmer, e engenheiro consultor da IBM Corporation.Alcorn deixou a IBM para se juntar à NASA em 1978. Enquanto estava na NASA, Alcorn inventou o espectrômetro de raios X de imagens usando termomigração de alumínio, pelo qual obteve uma patente em 1984, e dois anos depois desenvolveu um método melhorado de fabricação usando perfuração a laser. Seu trabalho em espectrômetros de raios-x de imagem lhe rendeu o Prêmio Inventor do Ano de 1984 da NASA / GSFC.Em 1999, a Alcorn recebeu o prestigioso prêmio Government Technology Leadership Award, da Government Executive Magazine, um dos únicos dois prêmios disponíveis para funcionários da NASA naquele ano para o desenvolvimento e comercialização do Sistema de Mapeamento Topográfico LIDAR da Airborne. Em 2001, o Dr. Alcorn recebeu o reconhecimento especial do Congresso pela deputada Donna M. Christian-Christensen (D-VI) por seus esforços em ajudar os negócios das Ilhas Virgens através da aplicação da tecnologia da NASA e do conhecimento de programas tecnológicos. Ele foi introduzido no Hall da Fama dos Inventores Nacionais em 2015.

Croak é formada pela Universidade de Princeton e pela University of Southern California. Ela ganhou um PhD em Psicologia Social e Análise Quantitativa. A Croak detém mais de 135 patentes, principalmente no protocolo de voz sobre IP (VoIP), algumas em outras áreas. Ela tem outras 100 patentes atualmente em revisão. Marian Croak foi vice-presidente sênior de infraestrutura de aplicativos e serviços da AT&T, atua como mentora de mulheres nos laboratórios da AT&T.

Croak passou 32 anos na AT&T. Em 2014, ela deixou a empresa icônica para se juntar ao Google como vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento para estratégia de acesso e mercados emergentes. Nesta função, ela é responsável por expandir as capacidades da Internet em todo o mundo.

Em 2013 Croak foi introduzido no hall da fama da Women in Technology International (WITI). Ela também faz parte do conselho do Centro Educacional do Holocausto e dos Direitos Humanos.

Emeagwali nasceu em Akure, Nigéria, em 23 de agosto de 1954. Sua educação inicial foi suspensa em 1967 como resultado da Guerra Civil da Nigéria. Aos 13 anos, ele serviu no exército biafrense. Após a guerra, ele completou a equivalência do ensino médio por meio de estudo individual. Ele viajou para os Estados Unidos para estudar com uma bolsa de estudos após a conclusão de um curso por correspondência na Universidade de Londres. Ele se formou em matemática pela Oregon State University em 1977. Mais tarde, mudou-se para Washington DC, recebendo em 1986 um mestrado da George Washington University em engenharia marítima e marítima e um segundo mestrado em matemática aplicada pela Universidade de Maryland. A próxima revista sugeriu que Emeagwali afirmava ter mais diplomas. Durante esse tempo, ele trabalhou como engenheiro civil no Bureau of Land Reclamation, em Wyoming.

Em 1998, aos 33 anos, observando uma colmeia, ele pensou: “Nenhuma outra criatura trabalha com mais eficiência do que as abelhas. Por que não programar um computador para que ele funcione através de outras milhares de máquinas? Sua rapidez e desempenho não seriam fantásticos?” Não demorou muito e, através da Internet, ele pôs 65.000 micros em conexão, que, com a capacidade de fazer 3,1 bilhões de cálculos por segundo, solucionaram um dos 20 mais complexos quebra-cabeças industriais: entender como o petróleo flui debaixo da terra, de modo que ela possa ser extraído em grandes quantidades, a baixo custo. A descoberta rendeu bilhões de dólares para os Estados Unidos.

Por seu feito, o ex-presidente Bill Clinton prestou-lhe homenagem pública e passou a chamá-lo de Bill Gates da África. Mas ele não gostou muito do apelido. “Os africanos ficaram ofendidos, quando Clinton me chamou de Bill Gates da África. Eles disseram: ´Bill Gates é que é o Philip Emeagwali da América´. Gates e eu somos experts em tecnologia da informação. Ele é um empresário e eu sou um cientista. Esta é a diferença”, ele declarou ao portal do Estadão. Emeagwali, 49 anos, é casado com a biomédica Dale Brown e papai coruja de Ijeoma Emeagwali, de 13 anos. Aprecia futebol, natação e tênis. Vive hoje nos nos arredores de Washington e é dono de uma fortuna pessoal de 300 milhões de dólares, parte da qual ele destina a famílias nigerianas carentes.

Ganhou o Prêmio Gordon Bell de 1989 pelo desempenho de preço em aplicações de computação de alto desempenho, em um cálculo de modelagem de reservatório de petróleo usando uma nova formulação e implementação matemática.

Ele é casado com Dale Brown Emeagwali, uma conhecida microbiologista afro-americana.

Verone Mankou, da República do Congo, inventou o tablet Way-C, o primeiro rival africano do iPad. O Tablet Way-C é acessível e está disponível no Congo. De acordo com Mankou, sua invenção é trazer acesso à Internet para o maior número de pessoas possível. Além disso, ele também é conhecido por criar os smartphones Elikia.

Arthur Zang é um inventor camaronês, responsável pelo dispositivo Cardiopad que faz exames cardíacos. O Cardiopad é um computador tablet que faz uma leitura e envia para um especialista em coração. Ele permite que os profissionais de saúde façam exames cardíacos e enviem os resultados para especialistas do coração longe.

A invenção de Zang recebeu o prêmio Africa for Engineering Innovation, da Academia Real de Engenharia do Reino Unido, em uma cerimônia na cidade de Dar es Salaam, na Tanzânia. Os resultados de seu Cardiopad são enviados para um cardiologista através de uma rede móvel e podem ser interpretados em 20 minutos.

Cardiopads são distribuídos gratuitamente para hospitais e clínicas em Camarões, e os pacientes pagam assinaturas anuais de US $ 29 (£ 20). (I. N.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: